Trabalhar na indústria da música no Brasil

O mundo da música é um universo de grande competitividade em todo o planeta, mas quando falamos do mundo da música no Brasil, talvez tenhamos que admitir que se trata de um dos mais competitivos mercados musicais do mundo.

Multidão de talentos

São vários os motivos que concorrem para essa realidade mas talvez um dos principais seja a gGusttavolima_fanfestdfrande abertura do mercado musical brasileiro a novas vozes, a novos talentos. E o Brasil é uma fonte inesgotável de talentos musicais, como a própria história da música brasileira o comprova.

Em pleno século XXI existem também inúmeros canais de comunicação que permitem ao aspirante a cantor/músico exibir os seus talentos. Seja através do YouTube ou de outras redes sociais igualmente eficazes na divulgação de talentos, é fácil tentar mostrar o que se vale.

Manter-se no topo

Mas o mais difícil não é entrar nessa indústria, apesar do elevado nível de competitividade existente. Aquilo que consideramos verdadeiramente complicado de atingir a esse nível no Brasil e noutros países, é a manutenção de uma carreira. Você pode ser cantor/músico e ter conseguido penetrar nesse mercado mas estando lá, você tem que se preocupar em gerir sua carreira de forma profissional se rodeando de uma equipa competente que se irá assegurar de gerir a sua imagem junto dos media e dos fãs.

Para além de uma equipa que o ajude na divulgação eficaz do seu “produto”, o cantor/músico que pretenda se lançar numa carreira no Brasil tem de ter uma forte estrutura psicológica que lhe permita lidar, por exemplo, com a crítica negativa. É preciso encará-la com naturalidade e até como forma de aperfeiçoamento. Até os artistas que estão no mundo da música brasileira há décadas recebem críticas negativas por isso, há que enfrentá-las com otimismo e humildade.

O talento não chega para se trabalhar e se ter sucesso na indústria musical brasileira. O artista tem que ter a capacidade de enfrentar o fracasso como uma janela de oportunidade para fazer melhor da próxima vez.